Tag Archives: fogo

Lugar de fogo é no fogão

12 abr

Morando fora de casa exercendo sua responsabilidade social: não ponha fogo no seu apartamento!

Vamos discutir uma questão pertinente para quem mora fora de casa, ou não. Quem mora fora de casa, se não sofreu, ainda sofrerá do mal de não saber cozinhar.

É claro que não podemos confundir sonseira com falta de habilidade na cozinha. Como conta M.S., que mora numa república em Alegre/ES:

Foto meramente ilustrativa

“Num belo dia, eu estava em casa após o almoço com minha colega, quando sentimos um cheiro de queimado. Minha vizinha do 202 bate na minha porta e pergunta: Está sentindo um cheiro de queimado? Não é nada na casa de vocês não? Olhamos tudo e vimos que estava tudo sob controle lá em casa. Aí de repente, olho pela minha janela e vejo fumaça saindo da casa dessa vizinha que tinha acabado de bater na nossa porta. Em poucos minutos o prédio ficou em polvorosa. Seu Adilson, o dono do prédio, falou que ia pegar fogo e morrer todo mundo, que era um perigo. Ele batia na porta da menina e ela não atendia… ele pensou até em arrombar a porta. Todo mundo nos corredores, eu de cabelo molhado despenteado, e desesperada que sou, já pensando em pegar minha mala e ir pro meio da rua. Eis que a menina resolve abrir a porta e fala: ah, esqueci minha panela de arroz no fogo!”

Um prédio inteiro parou por causa de uma panela de arroz esquecida no fogo! Ser inexperiente não é desculpa para tal, afinal, arroz não é um prato tão difícil de fazer, não é mesmo? Ele pode ficar duro, paçoca, unidos venceremos, levemente queimado no fundo… mas quase causar um incêndio é pouco provável. O segredo, segundo as mães salvadoras de filhos que não sabem cozinhar, é decorar a técnica, calcular a quantidade de água e abaixar o fogo na hora certa. E, pra quem não sabe, arroz pode ser feito até no micro-ondas.

Desastres na cozinha não faltam. Também há casos de panela de pressão que estoura e suja a cozinha inteira, ovo que “explode” dentro do micro-ondas, frigideira que pega fogo, pano de prato que vira uma labareda, ralo entupido de gordura, omelete que fica fora do ponto ou queimado porque você não abaixou o fogo, a gordura que entorna no fogão, e por aí vai…

Guia Morando Fora de Casa

Pra você que não sabe cozinhar, é um pouco desastrado e tem medo de botar fogo no seu apartamento, o Guia Morando Fora de Casa separou algumas dicas que vão ser muito úteis na hora que a fome bate.

– Quando for ao supermercado, nunca esqueça de comprar macarrão instantâneo, o bom e velho miojo. Ele pode salvar sua vida quando você estiver atrasado ou não tiver nada em casa pra comer. E, acredite, ele pode ficar delicioso se acrescido de alguns ingredientes. O site da Nissin Lámen tem várias receitas legais.

– Claro que não deixaríamos de fora uma receita de arroz para os esquecidinhos de plantão, ou até mesmo para aqueles que não tem crédito para ligar pra mamãe.

Bolinho de arroz

– Sobrou arroz? O bolinho de arroz é um ótimo acompanhamento e dá aquela sensação de comida da vovó. Mas atenção: muito cuidado com o óleo!

– Sempre tenha ovos em casa. Três ovos, cebola, bastante azeite e, adivinhem… arroz!, fazem um delicioso, muitas vezes temido, mas sempre quebra-galho mexidão.

– E, por fim, se você está com dinheiro sobrando e tem preguiça de fazer comida, não perca tempo, vá ao restaurante da esquina e compre um Prato Feito (PF). Ele custa no máximo R$ 8, e pra quem come pouco até sobra pra janta. Nas universidades públicas, o Restaurante Universitário (RU) é também uma opção barata e saudável para os estudantes.

– Nem precisava citar, mas como os esquecidinhos que esquecem o arroz no fogo podem ter esquecido o fato contado no início do post, preste muita atenção no que está fazendo! Confira todas as bocas do fogão, lembre de abaixar o fogo quando for preciso e não invente nada pra fazer enquanto o arroz cozinha. Mantenha o olfato apurado para distinguir quando o gás estiver vazando. Por via das dúvidas, quando terminar tudo, desligue a botija de gás. Não ponha fogo no seu apartamento nem morra de intoxicação!

Boa sorte na próxima façanha culinária e bom apetite!

Por Francine Leite