Tag Archives: fotos

Resgate às tradições

11 jun

Perambulando pelo universo online encontrei um blog com um resgate às antigas tradições das repúblicas de Ouro Preto. É uma página onde os dados sobre a realidade vivida nas mais diferentes épocas estão compilados. Um acervo de fotos, relíquias de momentos vividos pelos estudantes enquanto estavam ainda na faculdade. Depoimentos de integrantes de diferentes repúblicas. Informações que depois se transformaram num livro (Repúblicas Estudantis de Ouro Preto e Mariana: Percursos e Perspectivas), que faz mesmo uma linha do tempo histórica das vivências republicanas na cidade.

O blog sugiu da necessidade de manter a conversa entre moradores e ex-moradores das repúblicas para que as informações não se perdessem em matérias apressadas da imprensa, opiniões preconceituosas sobre as repúblicas, desinformação sobre o passado delas e sua presente contribuição para a cidade.

Vale a pena dar uma olhada!

Marcelle Desteffani

Anúncios

Curiosidade Ouropretana

11 jun

Grande parte dos estudantes que se mudam para Ouro Preto moram em cidades distantes, então ficam muito tempo sem voltar para casa. Se acostumar com a república onde moram exige um pouco mais de rapidez e profundidade. O sentimento de irmandade desponta como algo completamente necessário. Forma-se uma família.

E existe uma tradição interessante nas repúblicas “ouropretanas”. Todos os ex-moradores  têm sua foto de formando emoldurada e pendurada nas paredes da sala da casa. Nas repúblicas mais velhas, as fotos de formandos dão uma decoração especial, são fotos e rostos de várias décadas, penduradas na parede. Todas trazem o nome de guerra e do curso concluído. Algumas possuem no canto superior uma pequena tarja negra, sinalizando que aquele veterano já faleceu.

Confira:

Tradicionais fotos dos formandos nas repúblicas de Ouro Preto

Por Marcelle Desteffani

República estudantil foi um dos temas do Profissão Repórter

23 abr

Novidade, separação, empolgação, saudade. Foram os motes da reportagem do Profissão Repórter da última terça-feira. O programa retratou a realidade de quem sai de casa para morar fora e tem que aprender a lidar com sentimentos diversos e a ser gente grande.

Enquanto pais ficam aflitos, os filhos deixam suas casas animados. (É bom deixar claro que nem sempre é assim). E na ânsia de ser alguém na vida, os estudantes de ensino médio ou de pré-vestibular deixam para trás pais e namorados (Como já diria Capital Inicial) e tem que encarar uma realidade completamente diferente da que foi vivida até então.

Os repórteres acompanharam duas repúblicas de Ouro Preto, uma feminina, outra masculina. Deu pra perceber que, realmente, a vida lá é bem diferente. É preciso batalhar pra ficar na república, os “bixos” são tratados “a ferro e fogo” durante um período inteiro, carregam placas por todos os lados, fazem toda a tarefa na casa. Mas há também a parte boa: muitas festas, as sociais por exemplo, muitas pessoas diferentes e toda a liberdade que em casa a maioria dos jovens não têm.

Se você perdeu, assista o programa na íntegra no site do Profissão Repórter . Lá tem também fotos de uma festa de integração entre duas repúblicas. Dá pra sentir o gostinho de como funciona o esquema republicano de Ouro Preto.

E tem até fotos das turmas enviadas por universitários espalhados por todo o Brasil. Desde o trote até a formatura. Vale a pena conferir e conhecer as tantas vertentes da vida universitária brasileira.

Já que não deu tempo de enviar foto da nossa turma aí vai uma:

Que situação!!!

Por Marcelle Desteffani